quinta-feira, 27 de março de 2008

PASSADO EMOLDURADO


Quando o sino toca
Na igrejinha da matriz
Todos sabem o que diz...
Feche os olhos e veja
Emoldurada
A infância
Teu passado
Retrato de um tempo
Que ficou gravado
Numa tela de lembranças
Por tintas coloridas
Pintando uma história
Na ponta do pincél,
Se faz poema.

Um raio de sol entra
E clareia toda a cena
O gramado verdinho
Molhado
Sereno
Suave frescor
Salpicado de flores
Da estação primeira.
Ao fundo a igrejinha
Pequenina
Registro da biografia
Do elenco.

Ainda pode-se ouvir
O blem blom
Das sete
Badaladas missas!
Das beatas
Braços dados
Cochichando
Dos casais apaixonados
Sentados no banco
À sombra
Da imponente Paineira
Rosa
Fazia da Praça
Hoje sem graça
Sala de estar
Emoções
De vermelho pintadas
As flores do flamboiã
Lembrando um amor
Que emoldurado ficou
Na tela do tempo
Que um artista pintou....

RosanAzul.

Nenhum comentário: